Pronunciamentos

A partir da parceria entre o Correio Braziliense e a Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de Brasília, Rodrigo Rollemberg (PSB) e Jofran Frejat (PR) responderam, durante cinco dias, a assuntos de interesse do brasiliense, como mobilidade urbana e outros. Na avaliação de dom Sergio da Rocha, arcebispo de Brasília, a Igreja Católica tem a missão de denunciar graves problemas sociais, como a corrupção. Ele lembra o papel da instituição para a aprovação da Lei da Ficha Limpa e o trabalho atual na reforma política. “A Igreja, pelo fato de não ter opção político-partidária, não se opõe à política nem a exclui; ao contrário, reconhece a importância e quer contribuir para a ética na política, oferecendo princípios éticos e critérios à luz do Evangelho”, aponta.
Dom Sergio diz lamentar que o papel da Igreja na sociedade nem sempre seja reconhecido. “Aceitamos o Estado laico, mas rejeitamos uma concepção laicista do Estado, que acaba não reconhecendo a contribuição da Igreja na sociedade, ou pior, que tende a excluir a religião da vida pública, confinando-a à esfera privada, como se a Igreja não fosse socialmente relevante.”leia mais   clique aqui

"A Copa do Mundo de Futebol tem suscitado diferentes reações manifestadas não apenas individualmente, mas de modo coletivo, de forma espontânea ou planejada, nas ruas, nas redes sociais e nos diversos ambientes da sociedade. É inegável o seu significado para o povo brasileiro e o seu impacto na vida social, em nosso país. As posturas opostas de defesa da Copa e de crítica severa à sua realização sinalizam a sua ambivalência e a necessidade de discernimento atento de seus valores e problemas, de suas potencialidades e efeitos perversos."leia mais   clique aqui