Conversas 2016

2O tema da Conversa de Justiça e Paz de junho de 2016 não é um problema específico da Região Metropolitana de Brasília. Trata-se de uma questão que não é apenas de interesse nacional, mas até mesmo internacional: a relação entre o poder judiciário e a democracia. O momento político vivido atualmente pelo Brasil justifica essa discussão, mas ela está muito além da conjuntura atual, é parte da estrutura fundamental das sociedades modernas. Para motivar o debate, foram convidados a Profa. Flávia Santinoni Vera (doutora em Direito e doutoranda em Economia, além de pesquisadora do Núcleo de Estudos e Pesquisas do Senado Federal, onde é servidora concursada) e o Dr. Néviton de Oliveira Batista Guedes (doutor em Direito, professor de Direito Eleitoral e desembargador federal do TRF – 1ª Região). Compuseram a mesa também o Pe. Ernanne Pinheiro, da Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de Brasília, representando a Arquidiocese, e o Presidente da Comissão, José Márcio Moura.leia mais   clique aqui

Ainda a Questão Penitenciária:

Segurança e Ressocialização para a Cidadania

A Comissão Justiça e Paz da Arquidiocese de Brasília promoveu no último dia dois de maio, no Auditório da Cúria Metropolitana, mais uma edição da Conversa de Justiça e Paz. Com a presença de um público de cerca de setenta pessoas, o tema foi novamente a questão penitenciária no DF, continuando a discussão feita nas duas conversas anteriores. Desta vez, porém, o objetivo era voltar o olhar para questões mais práticas, ou seja, a dimensão do “agir” no método ver-julgar-agir.leia mais   clique aqui

DSCN8882 Ainda com o tema Questão Penitenciária, agora com fundamento da  Dignidade Humana, realizou-se nesta segunda-feira, 4 de abril, mais uma Conversa de Justiça e Paz, promovida pela Comissão Justiça e Paz de Brasília, dessa feita, tendo como convidada-expositora, a Ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, vice-presidente do Supremo Tribunal Federal que, a partir de setembro assume a sua Presidência e também a presidência do Conselho Nacional de Justiça, órgão estratégico para estabelecer políticas judiciárias para a questão penitenciária.leia mais   clique aqui

Com este tema, realizou-se ontem, 07/03, como acontece a cada primeira segunda-feira do mês, no Auditório Dom José Freire Falcão, da Cúria Metropolitana, mais uma Conversa de Justiça e Paz, promovida pela Comissão Justiça e Paz, da Arquidiocese de Brasília.

Os convidados para esse encontro foram Paulo Suzano Mendonça de Souza, Advogado,membro da CJP/DF, Manoel Luiz Tranquilino do Nascimento, Diácono, Membro da Pastoral Carceraria do DF e Maria Gabriela Viana Peixoto, Doutora em Direito, Ouvidora do Sistema Penitenciário Nacional,  DEPEN/MJ. À mesa, ainda, o Presidente da CJP/DF, José Marcio de Moura Silva, o Vigário Episcopal para Promoção Humana e Obras Sociais, padre Carlos Henrique de Oliveira e o moderador membro da CJP-Brasília José Geraldo de Sousa Junior.leia mais   clique aqui